quinta-feira, 11 de abril de 2019

Guisa


Hipnotiza
Baliza
Inquisa
Pitonisa!


quinta-feira, 14 de março de 2019

Doce, doce mel...


O mel é doce
abelha sou
e nestas pétalas
gosto de voar
e me afogar...

quarta-feira, 2 de julho de 2014

Verde Amarelo Azul e Branco



Neste período de copa
só se fala
da seleção canarinho

Mas que de bom
ela só tem as cores
verde amarelo azul e branco

O outono foi embora
e de belo deixou
o amarelo

E com a chegada do inverno
quero ter meu amor
por perto

Pois se não vou morrer
de frio
e tédio...

quinta-feira, 5 de junho de 2014

Flor

E é verdade
O olhar vê o que quer
Ou quem sabe
O que deseja ver
Mas o passado imperfeito
E o tempo presente
Hidratando sonhos perfeitos
Reforçando desejos
E lábios a beijar
É doce a loucura
Do amor
Que nas entrelinhas
Seja onde for
Voltou a florir...

quinta-feira, 1 de maio de 2014

Teus seios, donzela!

Oh donzela
teus seios agitam meu peito.

Louca tentação
só no olhar.

E em cada acariciar
um coração a disparar.

Ao beijar
vontade de neles me alimentar.

Teus seios donzela,
são início, meio e fim
de puro prazer!

segunda-feira, 7 de abril de 2014

Labiado

Há flores no caminho
Que faz a imaginação viajar
E em cada estação
Novos lábios brotar
Que ancorados no corpo de uma mulher
Sempre haverão de esconder
Segredos de um grande amor.

sábado, 1 de março de 2014

Por entrelinhas


Neste divino lençol
Por entrelinhas redondas adormecer
E com fios de seda
Durante o sonho teu nome bordar...

E ao acordar bem cedo
Poder acariciar
Tecer cada linha
E juntos ao orgasmo chegar...

Libertar o desejo
De sempre contigo estar
E nas entrelinhas de uma rima
Deixar a mão que escreveu
Circular sem parar...

segunda-feira, 3 de fevereiro de 2014

Luar


Nas nuvens voar
No travesseiro sonhar
Tendo o luar
Como testemunha ocular
E nas palavras de amor
Mesmo sendo um simples leitor
Quero sempre descobrir
Algo mais para continuar
A sempre sorrir
Toda vez que em ti pensar!

domingo, 5 de janeiro de 2014

Curvas

E na seqüência
Dos anos subseqüentes
Apenas acariciar
Já não basta
Pois é preciso e necessário
Muito além de um olhar
Sentir um calor
Onde se pode aninhar
Para poder sempre cada vez mais
Tentar encontrar
Nas curvas da amada mulher
O aconchego de um lar
E o carinho para sempre
Daquilo que sentimos e chamamos
Amor

sábado, 7 de dezembro de 2013

Teus seios

Teus seios
Ah, teus seios

Que encantam
E embelezam
Teu lindo peito

Ah, teus seios
Me fazem ter desejos
Neles sou pássaro
Pois voo em sonhos

Ah, teus seios
Na ânsia de amar
Sou criança, sou amante
É neles que mamo!
 .............................
 Freud explica!