segunda-feira, 17 de maio de 2010

Gotas

Quando senti o gosto
Deste sumo de amor
Creio que foi aí que me apaixonei
E como um beija-flor
Toquei com minha língua
A tua flor
E com esta gota de amor
Eu pude saciar
A minha inesgotável sede de prazer
Que jorra dos oceanos dos desejos
E assim faço
Sem nenhum pudor...

26 comentários:

ONG ALERTA disse...

Que o beija flor possa levar o amor...paz.
Beijo Lisette.

Luciana P. disse...

É, esse beija-flor é que é feliz... Sabe bem onde pousar, hahahaha...

Beijos e boa semana pra ti!

Everson Russo disse...

Meu amigo poeta,,,que inspiração,,,que sede,,,e que essa fonte jamais seque,,,,abraços fraternos de otima noite pra ti.

Anônimo disse...

Blue...
Lindas palavras.
A descrição perfeita dos desejos.
Sinto sede, só não abro mão do pudor.

beijos

Mariana

Everson Russo disse...

Que essas gotas jamais deixem de escorrer das pétalas do amor,,,,abraços de bom dia...

Tatinha disse...

Pois é... como diz a Lu, ele sabe onde pousar!
beijão menino!

Ava disse...

ah, obrigada por seu carinho!

Ava disse...

Eita!

Poeta do amor maior, onde desejos se tornam um apelo a um saciar logo...


Flores e colibris andam a asombrar-me os dias...rs


Beijos meus!

Tatinha disse...

:)

Marcélia Macidália disse...

Saudade
Saudade
Saudade
Meu querido Blue...
Me faltam palavras para dizer o quanto
suas poesias me aquecem!

Felina Mulher disse...

Quanta inspiração!Que esta sede seja sempre saciada sem pudores.

Ameiiiii!

beijos meus pra ti.

EU SOU NEGUINHA disse...

Que esta gotinha de amor,escorra sempre....
Beijos em ti

Everson Russo disse...

Um belo dia de poesia e paz pra ti amigo,,,e que no mundo da bola...tudo de certo pra nós...no meu caso,,,acho meio dificil...alias,,,possibilidade zero,,,voces tem muitas chances.....abraços...

ONG ALERTA disse...

Que esta gota possa tocar muitos corações, paz.
Beijo Lisette.

Majoli disse...

Deliciosa poesia
Me deu uma sede de amar
De beijar, ficar pertinho
Sentindo meu corpo a se saciar

Beijos, beijos e mais beijos.

Fátima disse...

Que sua sede de amor seja sempre saciada em fontes inesgotáveis.

Beijinho.

Everson Russo disse...

Zebrou tudo ontem,,,deu tudo errado,,,foi um tal de expulsão pra todo lado,,,mas uma coisa ficou,,,voces tem um time,,,um treinador,,,uma presidencia,,,nós não temos nada disso,,,,se bobear,,,nem clube no futuro,,,abraços fraternos de bom dia pra ti...

Everson Russo disse...

Voce me deu um susto com o "vou me afastar"...do futebol...rs..rs...olha, vou te falar, no primeiro ano do Burrão aqui, eu aceitei, no segundo eu aturei, e esse ano, não agora na Libertadores que eu já sabia que nao daria em nada, no mineiro mesmo, eu joguei a toalha, espero que apenas não caia no brasileiro e que no ano que vem, com a saida dele, eu volte a torcer,,,por enquanto, tambem me afasto....rs..rs...rs...agora,,,pra piorar sua tristeza o Inter acha um gol no finalzinho,,,que maré né? rs..rs..abraços e boa noite,,,

legalmente loira... disse...

delicia de poesia,
eu como amo... beijo e sacio tudo que tenho vontade.
deixo meus bjos.

Everson Russo disse...

Otimo final de semana pra ti amigo poeta....forte e fraterno abraço.

Bia Maia disse...

E sem pudor é melhor ainda...este amor delicioso!

beijos com saudades!

Bia

Everson Russo disse...

Um forte abraço pra ti amigo,,,,belo sabado e sem bola....rs..rs....

paula barros disse...

O feitiço da flor, assim me parece essa flor que você um dia beijou, e inundou-se de amor.

bjs

Bia Maia disse...

Beijos e saudades daqui, viu?

Bia

Helô Müller disse...

Oceano dos desejos?? Quero me afogar neste oceano... e como quero!! rs
As suas palavras é que nos proporcionam uma "inesgotável sede de prazer"! Sempre é bom ler vc...
Ando sumida, por inúmeros probleminhas e problemôes!! Mas, td há de passar... Que eu consiga superá-los, é o que eu espero!
Beijos sumidos!
Helô

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse...

Boa noite, querido. Amei***** Lindo, como você.
Não deu pra vir antes.
I love you*****



Flores do amor

Poema da Renata






Sai de cena o frio, entra a primavera.


O sol num riso límpido não tardou


a dar vida e colorido à esfera.


A terra é tatuada de luz e cor.






Na planície azul dos corações


uma nuvem branca se derrama


sobre os rubros botões das emoções,


cingindo de brilhos a densa rama.






Pássaros com asas de serenidade


galgam o mais alto da imensidade


e os desejos de amor vão se elevando.





Nos negros olhos da amplidão, subindo,


raios de luz que a terra vai vestindo,


e a flor do amor no peito fecundando.

Beijossss