quinta-feira, 26 de março de 2009

Coração de outono

Se no outono passo meus dias a escrever,
O que meu coração sente,
É porque um dia eu tive,
Motivos para amar você.

Se tudo é um passado não muito distante,
Mas que meu coração teima em lembrar,
Foi por você ter-me dado,
Aquilo que eu mais esperava naquele momento.

Há muito tempo você me deu,
Algo muito gostoso que meu coração na hora percebeu.
Talvez já tenhas esquecido,
Mas eu hoje resumo tudo numa palavra.

Mudamos sempre e assim deve ser,
Apenas não se pode brincar com o coração alheio.
Pois cada um tem o direito de livre interpretar,
E se ainda hoje vivo, é graças à sempre mágica palavra ESPERANÇA!

7 comentários:

Escrevendo na Pele disse...

Ah, queridão, o coração está sempre no alvo dos sentimentos e sofre em fragmentos. Uns beijos daqui.

Everson Russo disse...

Amigo poeta, hoje voce foi mais do que fundo, não devemos mesmo brincar com o coração dos outros, e esperança nós temos mesmo, agarradinha na saudade, como sempre maravilhosa sua poesia, dá pra sentir que vem da alma...forte abraço e um dia de paz...

margarete wagner disse...

"Viva intensamente o presente, resgatando do passado apenas as lições de vida, para que o futuro seja construído de realizações"
'' ... Saudade é amar um passado que ainda não passou,
É recusar um presente que nos machuca,
É não ver o futuro que nos convida ... '' (Pablo Neruda).Beijos imensos Marga

Desejos Aliciantes disse...

Adorei tudo aqui
lindo seu blog
Quanto a saudade...
ai se é uma coisa q eu não gosto de sentir é ela...
mas ninguém escapa né
Boa noite pra vc
Beijos aliciantes

Luciana disse...

Linda imagem, lindo poema. A inspiração é realmente uma coisa fantástica!
Beijos, poeta!

Vieira Calado disse...

O verde da esperança!

O nosso ópio eterno...

Bjs

paula barros disse...

A esperança nos move isso é fato. Ela alimenta todos os nossos sonhos.

abraços