domingo, 6 de setembro de 2009

Ausência de respostas II

Fecho os olhos e o que vejo?
Será que na minha mente só tem você,
Ou serão loucuras e desejos,
Para tê-la ao meu lado?

Dia após dia, penso em ti,
És a única mulher sobre a face da terra?
Serás o único raio de sol que teima em não aparecer,
Ou serão os deuses do amor que teimam em comigo brincar?

Solidão e sofrimento são coisas cotidianas,
Vivo cada dia como se fosse um minerador.
Será que hoje é o dia que encontrarei a pedra preciosa,
Ou terei que adiar para um outro dia esta busca pela jóia?

Terei que aceitar o destino,
E viver sem você.
Apenas sinto que jamais encontrarei,
Uma mulher que nem você!

Perguntas sem respostas,
Ou respostas que teimo em não ver?
Mas as lágrimas do coração,
Falam mais alto do que a razão ...

(republicação (postado em 13/11/2008 ))

11 comentários:

Everson Russo disse...

O que mais temos nessa trilha de amor da vida são perguntas sem respostas, é pensar eternamente na pessoa amada, é segurar a lagrima do coração pra nao perder a razaõ...abraços amigo poeta, uma bela tarde e um otimo feriado a ti...seu Gremio ontem nem pra ganhar do Vitoria pra descer o galinho mais uma posição, que coisa feia...rs..rs..rs...

Luciano Braz disse...

Sempre cheio de emoções o teu espaço!

Amigo, não aceite o suposto destino, tome as rédeas e seja senhor do seu caminho e não subalterno a ele.

palavras de quem ja sofreu as consequencias ...

Abraço e bom domingo !



Luciano Braz

Luna Sanchez disse...

Fosse uma história minha, eu apostaria na opção "respostas que teimo em não ver".

Palpite, só. Mas o inegável é que as dores de amor, por vezes, fazem até falta...

Beijo,

ℓυηα

Bela disse...

Todos os amores são fortes e especiais mas também são todos diferentes.
Se no seu coração há dor, aceite e vive-o para se libertar, curar e assim ficar disponível para outro amor.

Um beijo para você

Luciana P. disse...

Belíssimos versos...
Um questionamento digno de um poeta sensível, em harmonia com a natureza e com as palavras certas para representar o que vem do coração.

Tenha um ótimo feriado, poeta, com muitos raios de sol...


Beijos!

Vivian disse...

...amor dói?

ow my God!

rss

beijo, poeta sofredor.

Anna disse...

Ausência de respostas...
Ou respostas que estão tão evidentes, que nem conseguimos perceber...
É dificil... quando trata-se de um coração apaixonado, é dificil encontrar respostas... aliás, às vezes até encontramos, mas não queremos aceitar, não é?
Depois de uma temporada ausente, tento voltar ao convivio entre os amigos, esperando que me aceitem...rs
Maravilhoso poema, menino poeta, como tudo aqui...
Tenha um feriado de paz, aproveite bastante e que sua semana seja repleta de amor, alegrias e realizações. Beijos em seu coração!!

Uma aprendiz disse...

Oi, Blue

vim agradecer suas visitas e seus comentarios.

Bom feriadão.

bj

Chá das Cinco disse...

Deixo aqui o meu sorriso e a minha companhia, estou te seguindo.
Bjs de Gê

Miriam * disse...

porque o destino somos nos que o fazemos... ;)

voltarei ;)

beijinho
miriam*

S gostar de meu blog nao exite em me seguir =)

Andar de Menina Descalça disse...

Oi Blue !!!

"Perguntas sem respostas,
Ou respostas que teimo em não ver?
Mas as lágrimas do coração,
Falam mais alto do que a razão ..."

Quando amamos, teimamos em não ver a verdade ...
Uma ótima semana pra ti !!!
Bjos carinhosos

F.