terça-feira, 30 de junho de 2009

Amigos virtuais



Neste final de semana que passou, algumas decisões precipitadas foram tomadas por mim, ou como disseram, “és muito impulsivo”, com o que concordo.

Entre as atitudes pensadas foi a de deixar meu blog, que tanta paixão me despertou nestes quase nove meses que está no ar congelado, sem postagens e fechado para comentários.

Mas......... sempre tem o mas.......! Meus amigos virtuais estão me fazendo com que eu não cumpra com a palavra dada a mim mesmo. Ontem postei, hoje estou postando. Aos blogueiros que me fazem agir assim, somente posso dizer meu muito obrigado e deixar aqui registrado minha gratidão pelas palavras de carinho, de apoio, esta injeção de ânimo que recebo de pessoas desconhecidas, mas que são reais, cada um no seu mundo, cada um com seus problemas, cada um com seus sonhos, cada um com suas realizações pessoais.

Escrevemos aqui muitas palavras que queríamos que fossem e se tornassem realidade. Outras tantas escrevemos apenas com o nosso imaginário, mas que fazem com que esta nossa vida gire em torno de idéias, de realizações, concretizações e de muitos sonhos. E quando visito o “Poço dos Desejos”, eu apenas passe deste mundo para o outro, sem neuras, sem brigas, onde existe um mundo de plena paz, harmonia e de muito, mas muito amor!

Bem sabemos que cada dia é um novo dia, diferente do que passou e nada melhor do que receber apoio amigo para fazer com que ele nasça desta maneira, não interessando se com chuva ou sol, frio ou calor, mas é um dia a ser vivido, um dia a ser e ficar marcado em nossas vidas. Se a dois dias atrás eu estava totalmente “fechado” para continuar com meus sonhos, digo agora que voltei a me abrir, voltei a sonhar e voltarei um dia a escrever e a viajar, andando e divagando por entre letras e palavras e tendo apenas uma certeza: posso contar com meus amigos virtuais!

PS.: ontem finalizei com uma observação e link para a Ariana. Hoje deixo meu agradecimento especial ao amigo e grande poeta mineiro Everson, do blog
http://olivrodosdiasdois.blogspot.com/, que postou hoje algo especial e que também me fez chorar. E se continuar assim, lágrimas muitas haverão de rolar por este solo pátrio, ora lágrimas de alegrias, ora lágrimas de tristezas, de saudades, de lembranças de alguém especial e a quem dedico também estas (como se dizia antigamente) mal traçadas linhas!

4 comentários:

Everson Russo disse...

Bom dia meu amigo poeta, feliz hoje por chegar aqui e ver que os comentarios já estão liberados novamente, trago te sempre as sementes da mais sincera amizade pra jogar sobre o nosso jardim, e assim plantar sempre um caminho perfumado e colorido de paz, força sempre, não deixe nunca que as lagrimas se prolonguem por muito tempo, elas podem lhe impedir de ver o sol, o mar, a lua, as estrelas e o encanto que é todo o azul...forte abraço e uma quarta feira de paz...muito feliz pela sua reconsideração....

Ariana disse...

E que a sua quarta seja de paz como estou desenhando a minha. Se sozinhos ou não, o que importa é que estamos prontos para colorir todos os raios do arco-iris.
Beijos!

Tetê disse...

Olá,

Não sei, mas acho que perderia muito em não ter a oportunidade de dizer o quanto seu blog é agradável


...

continuo minha viagem por aqui

Andreia disse...

Ola querido amigo, deixo-te este poema da Clarisse com todo carinho. Doces beijos e volte logo!
Dá-me a Tua Mão

Dá-me a tua mão: Vou agora te contar como entrei no inexpressivo que sempre foi a minha busca cega e secreta. De como entrei naquilo que existe entre o número um e o número dois, de como vi a linha de mistério e fogo, e que é linha sub-reptícia. Entre duas notas de música existe uma nota, entre dois fatos existe um fato, entre dois grãos de areia por mais juntos que estejam existe um intervalo de espaço, existe um sentir que é entre o sentir - nos interstícios da matéria primordial está a linha de mistério e fogo que é a respiração do mundo, e a respiração contínua do mundo é aquilo que ouvimos e chamamos de silêncio.

Clarice Lispector