segunda-feira, 4 de maio de 2009

Horas

O tempo passa
E eu aqui vendo
O relógio andar
Até parece
Que cada dia mais depressa
Não sei por que ele não pára
Para fazer o que faço
Não faço nada
Apenas deixo
Passar o tempo...

5 comentários:

Palma da Mão disse...

Olá meu amigo, é de facto o tempo podia parar...
Obrigada pelo carinho:)
Beijinhos
Liliana

Everson Russo disse...

O tempo nos escorre as mãos, muitas vezes o tic tac do relogio nos maltrata pelas madrugadas,outras nós nao sabemos aproveita lo, outras ele nao nos dá chance, enfim, nesse mundo o tempo é curto e temos que aproveita lo ao maximo. Amigo poeta, por algumas mudanças profissionais por aqui, estarei visitando mais tarde, provavelmente por esse horario da noite, mas jamais deixarei de vir...forte abraço e uma otima semana...

Luciana disse...

E nesse exato momento em que escrevo, ele continua passando...
Ô tristeza!
O pior é que ele não pára nem um pouquinho pra gente a paisagem mais demoradamente!

Beijos, Blue,
Continue escrevendo enquanto o tempo se vai...até ...

paula barros disse...

Eu queria viver o tempo em outro tempo, num outro momento.

Eu tento fazer o tempo passar de forma melhor...até que tenho conseguido tornar as manhãs mais bonitas, num tempo mais gostoso.

beijo

Helô Müller disse...

É a eterna luta contra o tempo ... Quisera eu voltar atrás, com a cabecinha de hj e o corpicho de outrora ! Eu e toda a torcida vencedora do Flamengo, né mesmo ?? rs
Beijos sem pressa ! rs
Helô