sexta-feira, 8 de maio de 2009

Tristeza

Fico a vagar sozinho,
Qual poste perdido na areia do mar.
Ando a procura de uma conchinha,
Que me traga notícias de muito longe.
Ao não saber o que se passa,
Bate-me uma grande tristeza,
Sem vontade pra nada fazer.
Mas sei que não posso me entregar,
Pois preciso estar bem,
Caso um dia alguém me procurar.

8 comentários:

Everson Russo disse...

Muito profundo,tanto quanto o citado mar, a tristeza e´algo que nos alimenta a cada dia, a cada hora, traz segundos interminaveis e esperanças perdidas, mas como disse, temos que estar bem, caso o impossivel nos aconteça de alguem nos procurar...muito linda sua poesia, forte abraço e um final de semana de muita inspiração e paz....

Dora disse...

Olá, Blue... obrigada pelas palavras, pela preocupação e atenção. Mesmo. Desculpe estar um pouco ausente... logo, logo, volto ao normal, tá?
Cheiro grande.

Palma da Mão disse...

Ai migo, como é estranho sentir-mos que as caminhadas nos levam para lado nenhum, que as lutas diárias, são lutas contra nada nem ninguém...
Está lindo!
Beijinhos e obrigada
Liliana

Denise disse...

Ao estar bem e procurar por esse equilibrio estamos aptos a fazer bem.
Só sendo feliz se faz alguem feliz.

Fique bem

beijos

De

paula barros disse...

Acho bonito ler algo que fala de triteza mas com o tom de esperança. Mostra a fortaleza do ser humano, o poder de regeneração da alma e de resignificar a vida.



um beijo especial.

Luciana disse...

É, poeta, vivemos de esperança...
Esperança de que as coisas mudem, de que possamos acordar com alegria nos olhos, que a felicidade bata à nossa porta e possamos viver intensamente o que temos guardado no coração.
Às vezes penso que isso é ilusão, outras vezes acho que isso poder ser real.
Assim como os poetas,os prosadores,com suas histórias sentimentais, tembém falam em esperança, tristeza e expectativa de dias melhores...
Gostei desses versos de hoje.
Servem pra mim,srvem pra você,servem para quem tem esperança de um dia sorrir novamente.
Beijos!

Helô Müller disse...

Vc sempre estará bem, Blue ! Quando se escreve tudo se ajusta melhor ...
Beijos !!
Helô

Luciana disse...

Apesar do dia cinzento, apesar da preguiça do sol, que tal uns versos de otimismo, aqueles que deixam a tristeza de lado, que valorizam a presença de quem nos valoriza, que falam de alegria, de momentos inesquecíveis, de lembranças boas e de fé por dias melhores...
Ainda que seja ilusão, se não nos alimentarmos de esperança por dias melhores, o que será de nós?
Que tal um sorriso agora?
Ah, eu sei que você consegue, vai, só um sorriso e você vai perceber que se sentirá bem melhor...
Beijos!