sábado, 15 de agosto de 2009

Insônia



Nas noites de insônia
Em ti penso com saudades
E no amor que fazíamos
Quando comigo minha cama dividias.

Assim deitado sozinho
Sem sono e sem carinho
Fico igual a coruja
Observando as paredes do meu quarto.

Acabo tendo que contar carneirinhos
Pra ver se pego no sono
Mas paro de contar
Pois no final me faltam números.

Quero apenas dormir
Feito igual uma pedra
Somente assim
Será que deixaria de pensar em ti?


13 comentários:

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO AMIGO, FAZEMOS PARTE DE UMA GERAÇÃO QUE SABE O QUE É AMAR... TAL COMO TU... CONTO MUITAS VEZES CARNEIRINHOS PARA ADORMECER...
SUBLIME POEMA, MEU AMIGO ADOREI!!!
ABRAÇOS DE CARINHO,
FERNANDINHA

Everson Russo disse...

Belissimo poema meu amigo poeta, descreveste o amor infinito, aquele que nem os numeros podem contar, aquele que fica ao lado, que cuida, companheiro...e que torna impossivel deixar de pensar na amada...forte abraço um otimo sabado pra ti...

Bela disse...

Meu amigo, não é o sono que vai resolver o seu problema, talvez o tempo consiga fazer você esquece-la e assim o seu coração ficará receptivo a um novo amor.

Bjo

paula barros disse...

É provável que vá sonhar
O amor que não se apaga
Do coração
E ainda se sente as digitais pelo corpo
Sempre é lembrado
E em sonhos voltam...


beijos, um sábado lindo para você, e que não precise contar carneirinhos.

Luciana P disse...

Ah, a insônia...
Companheira de tantas pessoas que, por algum motivo, veem-se incomodadas com a realidade.
Contar carneirinhos?
Faltar-me-iam números também, rsrsrs.


Beijos e bom final de semana, poeta!

Palma da Mão disse...

A coruja é sábia, e sabe tão bem como eu e tu, que o dormir trás o acordar, deixa que a tua alma se empenhe no teu sono e te consiga libertar, não deixes de acreditar nunca, o amanhã é melhor que o hoje:)
beijinhos querido

Majoli disse...

Lindo e triste poema.

Beijos Blue.

Majoli disse...

Voltei, rsrs

Esqueci de dizer que adoro essa música, tanto a letra como a melodia.
Mais beijos.

Luna Sanchez disse...

Hummmmm...

Acho que não, moço. Esses pensamentos costumam ficar à espera do despertar, isso quando não invadem os sonhos!

Beijos de sábado,

ℓυηα

PQNA disse...

Belissimo...
te ovaciono...
belas palavras...

bjs

Bia Maia disse...

Meu lindo e querido amigo...
Você é BLUE...e se é AZUL...é imenso como o céu e como o oceano...
E assim como o céu e o oceano, você tem força...
E sabe muito bem que tudo vai passar...
Continue contando seus carneirinho...que amanhã, junto com o amanhecer,...virá o sol...gigante para te iluminar e clarear o seu coração...

Beijos com muito carinho e com o meu amor...

Biazinha

Bia Maia disse...

Amigo querido...

continue contando seus carneirinho, pois o dia novo estar por vir e quando você menos imaginar, junto dele viraá um lindo sol, cheio de brilho e de energias novas...

Vai-se terminar um ciclo...e o novo estar por vir!

Escreves bem demais!

Um beijo e escelente domingo!

Biazinha

Mahria disse...

Sinto te dizer: Não, não deixará de pensar. E quando dormires, ainda correrá o risco de sonhar. É assim comigo...

Bjinhos!