quarta-feira, 29 de abril de 2009

Deixarmos entrar



Amor,
sem ele não vivemos.

Amor,
por ele o coração bate mais forte.

Amor,
que vê o nascer e por do sol.

Amor,
ele a tudo percebe.

Amor,
que move montanhas.

Simplesmente o amor faz milagres,
nisso eu creio sim,
basta apenas,

deixarmos entrar...

7 comentários:

Everson Russo disse...

Meu amigo poeta,o amor pode tudo sim, é imbativel, forte, persistente, zeloso, vela o sono, chora nas madrugadas frias, altera todo o compasso da vida da gente, hoje um pouco mais experiente com ele digo, talvez seja mais dificil ele sair do que entrar...uma vez entrou, e sendo verdadeiro, ele é eterno, pra sair e aniquilar a saudade é que ainda procuramos a formula...como sempre belissimo,tocante e muito proximo seu poema...forte abraço e uma quarta feira de paz...

paula barros disse...

Amor,
Que não acha a porta....rsrsr

Oi, quando o amor nos invade tudo fica mais lindo, não é?
O sol brilha mais, o céu fica mais azul, o canto dos pássaros fica mais bonito, nós irradiamos felicidade.
Também acho que faz milagres.


um lindo dia!!!!! abraços

paula barros disse...

Adoro quando os poetas comentam poetando e muito chique rimando. rsrsr

E ainda me fez pensar.

beijo

Seline disse...

Querido Blue
Atrevo-me a dizer que o Amor dá sentido à vida e faz com que ela mereça ser vivida!
Beijo poeta

Alinne de Oliveira disse...

E como faz!! Saudades.... Beijos.

Luciana disse...

O amor, ainda que dolorido, sofrido, vale a pena ser vivido. Em todas as suas instâncias... até o fim... basta que o deixemos entrar. É isso aí! Beijos, poeta!

Helô Müller disse...

Entre !! Venha logo que as portas estão escancaradas ...
Amar sempre, sem dúvida alguma !
Mas adonde está meu amor, que não chegas !?? rs
Helô