terça-feira, 14 de abril de 2009

Uma rosa e um X

Um X no seu coração
Foi o que sempre encontrei
Mas eu muito reguei
A roseira que sempre deu flor.

Sei que nunca me amou
Mas alguma coisa acontece
Pois em sonho jamais desisti
De cuidar da linda roseira.

4 comentários:

Gleiciane disse...

Sonho e sonhos...
Cada um com o seu, mas sempre importantes p/quem os sonha.

Desejo a vc uma linda semana!!!

Bjinhos!!

Dora disse...

O amor é um negócio complicado. Mas... ninguém vive sem ele. Somos meio masoquistas (?!)
Cheiro grande.

Luciana disse...

Uma bela rosa precisa de cuidados especiais, de carinho, de amor... de palavras bonitas, perfeitas, de sensibilidade e emoção... Isso vc soube demonstrar nos seus versos... Adorei! Beijos!
Lu

Everson Russo disse...

Meu Deus que coisa linda,que poesia linda, anexada a imagem então, é pra ser aplaudida de pé meu amigo poeta, é justamente assim que a gente sente, a gente faz de tudo pra cuidar desse jardim, rega, zela, acaricia até os espinhos que cravam na alma,e no final fica aquele perfume na mão e aquela dor no peito chamada saudade, hoje aprendi que esse pedacinho "sei que nunca me amou", não pode haver, temos inclusive que amar um ponto a menos que a pessoa, pra que no caso que ela vá embora a gente nao sofra tanto, e não escreva tanto pra uma pessoa só...rs...o mundo tem tantos caminhos e a gente insiste em um só, nossa, te falo que eu poderia ter escrito da mesma forma que voce, sem tirar e nem acrescentar uma palavra, acho que vivemos mesmo algo muito parecido...tenha uma excelente quarta feira meu amigo poeta, e se me permite um acrescimo, eu ficaria milhoes de horas beijando essa rosa...rs..rs..forte abraço.